Tomé, o incrédulo

IBFTO 8 de maio de 2014 0
Tomé, o incrédulo

Logo após a publicação de seu controvertido livro Versos Satânicos, Salman Rushdie afirmou em entrevista: “A dúvida, a mim me parece, é a condição central do ser humano no século 20”. O santo padroeiro desta era de dúvida é o apóstolo Tomé. Nós o chamamos solidariamente, quase carinhosamente, de “Tomé, o Incrédulo”. Consideremos a sua peregrinação.

1. Tomé, o ausente. No dia de Páscoa, ao fim da tarde, por uma razão qualquer, Tomé estava ausente e por isso perdeu a bênção de ver o Senhor ressuscitado. Ser frequentador irregular da igreja é um risco calculado. Porém, no domingo seguinte ele estava de volta ao seu lugar e recebeu a bênção que perdera no primeiro domingo!

2. Tomé, o cético. Quando os outros discípulos disseram a Tomé que tinham visto o Senhor, ele deveria ter acreditado neles. Na verdade, Jesus reprovou Tomé e abençoou aqueles que creram sem ter visto. Passamos a crer em algo de duas maneiras principais. A primeira é por meio de nossa própria investigação empírica; a segunda é por aceitarmos o depoimento de testemunhas confiáveis. Assim, quando os outros discípulos disseram: “Vimos o Senhor” (v. 25), Tomé deveria ter crido neles, uma vez que sabia que eram testemunhas honestas e sóbrias. Se todas as pessoas hoje insistissem em ver e tocar o Senhor ressurreto, não haveria crentes. Ao contrário, milhões têm abraçado a fé com base no testemunho daqueles que o viram e tocaram. A razoabilidade da fé depende da credibilidade das testemunhas.

3. Tomé, o crente. Tomé não apenas creu, como adorou, dizendo: ”Meu Senhor e meu Deus” (v. 28). A tradição acrescenta que mais tarde ele foi para a Pérsia e para a Índia como missionário. Cristãos indianos afirmam que ele plantou a igreja em Kerala e foi martirizado em Madras.

O fundamento da fé cristã ainda é o testemunho ocular dos apóstolos. Cremos em Jesus Cristo hoje não porque o vimos, mas porque eles viram. Daí a importância vital do Novo Testamento, que contém o testemunho dos apóstolos. Eles nos dizem por escrito aquilo que primeiro comunicaram verbalmente a Tomé: “Vimos o Senhor”.

Para saber mais: João 20.24-29

Retirado de A Bíblia Toda, o Ano Todo [John Stott]. Editora Ultimato.

Deixe seu Comentário »