O sentimento de Cristo

IBFTO 6 de abril de 2014 0
O sentimento de Cristo

“Senhor de meus dias: Arranca de meu peito a serpente da ambição pelo poder, que é a fonte de tantos instintos maus. Dá que eu reconheça meus próprios pecados, assim que jamais condene um irmão. Que assim o espírito da humildade, da paciência e do amor, sim, da castidade, sempre avive e alimente meu coração.” Alexander Puschkin, 1799-1837, escritor russo.

Meditação

“Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus Pai” (Fl. 2:1-5).

O apóstolo Paulo nos convida para compartilharmos de um sentimento, de uma disposição de coração. Um sentimento de entrega absoluta e incondicional, de renúncia e esvaziamento, humildade e coragem. O amor exige este sentimento. Para amar Deus escolhe a via da não-onipotência, da humilhação e da obediência. O autor de Hebreus nos diz que a salvação veio até nós pela obediência de um homem.

O sentimento de Cristo é a escolha do amor. É este o sentimento que deve também existir em nós. Escolher a via do amor exigirá o esvaziamento, a renúncia, a obediência. A exaltação de Cristo é a glorificação desta escolha.

Quais são os sentimentos que definem sua relação com o mundo e os homens? São sentimentos de domínio, controle, poder, indiferença, ou sentimentos de amor, renúnicia, entrega e obediência?

Intercessão

Ore para que sejamos mais semelhantes a Cristo, mais parecidos com ele em nossos sentimentos, afetos e relacionamentos.

Hino
Espírito, Espírito, Espírito Santo de Deus (repete)
Vem transformar todo meu ser,
Vem dirigir o meu viver,
O meu pensar, o meu falar, o meu sentir, o meu agir.
Espírito, Espírito Santo de Deus.

Oração

Dá-nos Senhor, um coração parecido com o teu, vazio de ambições inúteis, de vaidades fúteis, da busca por poder e glória, das mágoas adoecidas, dos desejos de vingança, dos ódios, ressentimentos e indiferenças. Dá-nos um coração cheio de alegria e paz, que promove a justiça e a reconciliação, que ama sem falsidade, que busca a verdade e deseja somente a glória do teu nome. Que sejamos mais parecidos com o teu Filho amado, Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

Retirado de Para Celebrar a Páscoa – Meditação e Liturgia, Ricardo Barbosa. Editora Ultimato

Deixe seu Comentário »